RESKILLING: O QUE É E POR QUE APLICAR NA SUA EMPRESA?

Entenda o que significa o conceito e quais os ganhos na aplicação deles no desenvolvimento de carreiras na sua empresa.

O mercado está em contínua evolução, acompanhando as mudanças do mundo e se adaptando a elas. Da força manual à mecânica, do campo à cidade, do analógico ao digital, as revoluções no ambiente de trabalho são uma constante na história da civilização. E hoje, com a tecnologia se desenvolvendo mais rápido do que nunca, como vamos reagir?

É esperado que, aproximadamente, 15% da força de trabalho global precise mudar de ocupação até 2030, como aponta o estudo do McKinsey Global Institute. A principal causa dessa movimentação seria a adaptação a recursos como digitalização, automação e inteligência artificial que estão invadindo o mercado de trabalho.

E para lidar com essas mudanças, o reskilling se torna uma prática cada vez mais comum. Veja a seguir o que é reskilling, qual é a sua importância e como você pode começar a aplicar na sua empresa.

O QUE É RESKILLING?

Em tradução livre, reskill significa “requalificação”. Ou seja, reskilling é a prática de aprender novas habilidades para mudar de posição de trabalho ou apenas expandir o seu leque de possibilidades de atuação na empresa ou fora dela.

Seja para mudar de cargo ou qualificar o currículo para ter mais chances de conquistar uma vaga, o reskilling auxilia o profissional a desenvolver habilidades que possibilitarão que ele tenha mais relevância em uma área, estando alinhado com tendências e tecnologias que se tornaram pré-requisito em contratações.

O reskilling, porém, não deve ser confundido com o upskilling. Enquanto o primeiro visa a requalificação para expandir as oportunidades do profissional em diferentes áreas, o segundo tem como foco o aprimoramento das habilidades dele para se especializar em uma única área. O reskilling cria talentos com múltiplas competências; o upskilling, especialistas.

POR QUE APLICAR O RESKILLING?

Como vimos, o mundo está evoluindo com cada vez mais velocidade. E para acompanhar e se manter relevante para o mercado, é essencial colocar em prática o lifelong learning – eterno aprendizado, em tradução.

Hoje, até os profissionais mais qualificados não estão dando conta da velocidade e profundidade das novas demandas do público. E para que a sua empresa não se apoie apenas em novas contratações, o reskilling auxilia no remanejamento de profissionais entre áreas para atender a essas necessidades.

Com treinamentos de requalificação, você possibilita que sua equipe renove conhecimentos, aprenda novas técnicas, descubra talentos e coloque em prática as novas aptidões na sua própria empresa. E quais são os benefícios desse processo?

– Redução de custos com recrutamento e seleção;

– Melhor retenção de talentos;

– Diminuição da taxa turnover;

– Modernização de processos;

– Aumento na produtividade;

– Clima organizacional positivo.

COMO APLICAR NA SUA EMPRESA

Se convenceu de que investir em reskilling pode fazer a diferença para a sua empresa? Agora é colocar em prática!

1. Identifique pontos de melhoria

Tem dificuldade em encontrar um profissional para uma vaga que há muito tempo está aberta? Quer unificar setores e precisa que a equipe atenda novas demandas? Possui um perfil muito bom, mas que está na área errada? Todos esses pontos influenciam na sua produtividade, mas podem ser resolvidos com reskilling.

2. Elabore treinamentos corporativos

Desenvolva ou contrate cursos para incentivar a qualificação da sua equipe. Pode ser cursos de curta ou longa duração, completos ou apenas com a base para o profissional entrar na área e começar a se adaptar. O importante é centralizar a sua estratégia em capacitação de qualidade para a equipe.

3. Acompanhe os resultados

Quando os cursos já estiverem acontecendo, é essencial acompanhar o desempenho geral e individual da sua equipe. Realize avaliações e verifique quem avança e quem não se compromete com as atividades. É a partir dessa análise que você terá os dados mais importantes para começar a colocar em prática o reskilling.

4. Faça feedbacks

A partir dos resultados, ofereça feedbacks para sua equipe. Converse sobre interesses baseados nos desempenhos, avalie quem almeja mudar de área, identifique pontos de melhoria para os próximos cursos. Feedbacks são importantes tanto para seus funcionários, quanto para a empresa entender como seguir com as requalificações.

QUER AJUDA PARA COMEÇAR?

A StarLearning possui uma extensa experiência no oferecimento de soluções em tecnologia que podem facilitar esse processo. Com uma plataforma 100% personalizável, você pode hospedar diferentes cursos e treinamentos para aplicar em suas equipes, contando ainda com dashboards interativos e relatórios de resultados para acompanhar os desempenhos.

Disponibilize aulas online, realize testes de perfil, emita certificados e muito mais. Conte com o suporte da StarLearning para requalificar seus talentos e manter a sua empresa alinhada ao futuro que você planeja para ela. Fale conosco para saber mais.