RESKILLING E UPSKILLING: QUAL É A MELHOR PRÁTICA EM TREINAMENTOS?

Entenda a diferença, as vantagens e como utilizar os métodos para capacitar e treinar suas equipes e alcançar os maiores resultados em produtividade.

O tema da mudança acompanha o mercado profissional desde sempre. Seja através de novos recursos, novas tecnologias, novas habilidades requeridas ou mesmo novas profissões, carreiras sempre estiveram e continuam mudando a todo momento.

Segundo um estudo do McKinsey Global Institute, cerca de 15% da força de trabalho global mudará de profissão até 2030. Entretanto, para acompanhar essa mudança, é preciso de capacitação e treinamento, e de acordo com um estudo da GoodHabitz, até 70% dos colaboradores demonstram precisar ser incentivados pela empresa para adquirir uma qualificação profissional.
Nesse cenário, temos um mercado em constante mudança e uma força de trabalho que precisa ser incentivada para acompanhar. E é nesse ponto que o reskilling e o upskilling fazem a diferença nos treinamentos corporativos e facilitam a vida dos profissionais de RH.

RESKILLING x UPSKILLING

Os dois conceitos podem parecer iguais, mas são indicados para diferentes finalidades. Enquanto o reskilling significa “requalificação”, sendo entendido como uma prática para aprender novas habilidades em uma diferente área, o upskilling se coloca como uma especialização que permite um upgrade dos conhecimentos em uma mesma área.

Em outras palavras, o reskilling é ideal para profissionais que buscam mudar de carreira ou área de atuação, enquanto o upskilling serve para os que têm como objetivo se especializar e crescer na posição atual que ocupam.

E como o RH pode aproveitar o reskilling e o upskilling na sua empresa?

VANTAGENS DO RESKILLING

A prática tem como principal benefício auxiliar o RH a aproveitar ao máximo os talentos internos, reduzindo a necessidade de novas contratações. Isso ocorre, porque através do reskilling é possível capacitar os profissionais interessados em diferentes áreas e remanejá-los para outras posições dentro da empresa.

Se um profissional de atendimento demonstra interesse em computação e o setor de TI da empresa está com vagas em aberto, por que não incentivar aquele talento a se qualificar e ocupar a vaga?

Com treinamentos de requalificação, você possibilita que a equipe renove conhecimentos, aprenda novas técnicas, descubra talentos e coloque em prática as novas aptidões dentro da própria empresa.

VANTAGENS DO UPSKILLING

Assim como o conceito de reskilling, a prática também traz uma situação de ganha-ganha, onde tanto empresa quanto colaborador se beneficiam da qualificação extra.

Por um lado, o profissional se especializa na sua área de forma gratuita e podendo aplicar no dia a dia os novos conhecimentos; por outro, a empresa ganha um profissional mais qualificado e engajado, com quem poderá contar no futuro – como no caso de precisar de uma nova gerência, por exemplo.

Tanto reskilling quanto upskilling trazem ainda outras vantagens para empresa e RH, como por exemplo:

– Melhor retenção de talentos;

– Aumento na produtividade;

– Diminuição da taxa turnover;

– Modernização de processos;

– Redução de custos com recrutamento e seleção;

– Clima organizacional positivo

COMO APLICAR RESKILLING E UPSKILLING

Já percebeu como as práticas podem fazer a diferença na hora de fazer a manutenção de talentos, produtividade e clima organizacional da empresa? Agora é hora de entender como colocar em prática esses conceitos.

# MAPEAMENTO DE SKILLS

Antes de tudo, é importante que o RH da empresa mantenha um mapeamento atualizado das habilidades necessárias na equipe. Dessa forma, é possível visualizar melhor o que é preciso desenvolver ou destacar nos talentos da empresa em upskill.

# ACOMPANHAMENTO

Além de olhar para as habilidades, também é importante que o RH esteja atento às pessoas por trás de cada cargo. É comum se desestimular com o tempo e ficar estagnado em uma posição, e é nesse ponto que uma mudança de área pode fazer a diferença para o profissional e para a empresa.

# TREINAMENTOS 

Quando você tem controle sobre quais habilidades precisa desenvolver, quem são os profissionais mais indicados para novos cargos e o que precisa ser corrigido nos processos, é hora de criar treinamentos específicos para cada situação e disponibilizar na empresa.

# TECNOLOGIA

Hoje em dia, os profissionais de RH já podem contar com uma grande aliada para manutenção e desenvolvimento de equipes: a tecnologia. Já existem softwares indicados para facilitar a gestão de pessoas e elaboração de treinamentos, como é o caso da plataforma de gestão de conhecimento StarLearning.

Com a plataforma de e-learning, você tem controle sobre o desenvolvimento e nível de engajamento de cada profissional, e pode elaborar treinamentos específicos de acordo com diferentes planos de carreira.

Dessa forma, você organiza o programa de treinamentos da empresa da melhor forma, aproveita ao máximo os recursos humanos da empresa e garante que o negócio estará acompanhando as mudanças do mercado e crescendo junto a ele.


Quer contar com a StarLearning para aplicar reskilling e/ou upskilling na sua empresa? Entre em contato e vamos encontrar juntos a melhor solução em e-learning para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *